CONEXÃO MEGA RADICAL: Medina alça vôo, e se torna o primeiro campeão de etapa inédita da Liga Mundial de Surf

Gabriel Medina (Foto:WSL / KELLY CESTARI)

 

Por Iago Galvão

Gabriel Medina vence o Surf Ranch Pro, Filipe Toledo garante o segundo lugar, e se distanciam ainda mais na corrida pelo título. Donos das melhores performances, os líderes do ranking não deram chances aos adversários. Desta vez, os principais surfistas do circuito se encontraram na piscina de ondas do 11 vezes campeão do Mundo, Kelly Slater, em Lemoore, Califórnia. 

Medina foi arrasador desde o início, e nem precisou das últimas ondas para garantir seu segundo título em três semanas. Já o Filipinho "meteu" um 9,80 numa de suas direitas, e foi ovacionado pelo público presente. 

Entre as mulheres, a hawaiana Carissa Moore também só precisou curtir suas duas últimas ondas, pois já havia garantido o título com o somatório de 17.80. A australiana Stephanie Gilmore, líder do ranking, conseguiu um excelente segundo lugar.

A etapa inaugural do Surf Ranch foi histórica por ter sido a primeira em ondas artificiais, na piscina tecnológica desenvolvida por Slater, engenheiros, oceanógrafos, e investidores. Foi também o local de pronunciamento da decisão que igualará as premiações entre homens e mulheres. A WSL entende que dar as mesmas premiações é mais do que apenas fomentar o discurso vazio de igualdade de direitos entre homens e mulheres. Ponto pra Liga Mundial. Resta saber se os patrocinadores das meninas vão conseguir bancar as altíssimas premiações. 

Outro bônus interessante para o Brasil foi a excelente colocação do convidado Miguel Pupo. Com o cabelo pra lá de estiloso (rosa), e um tando desacreditado, foi longe, conseguindo um honroso oitavo lugar. 

A diferença entre os líderes do ranking, Filipe e Medina, caiu para 4100 pontos. E entre a Stephanie e Lakey é de 6 mil pontos.

Faltam 3 etapas, a próxima será na França, entre os dias 03 e 14 de outubro! É o Brasil rumo ao tricampeonato Mundial. 
 

OUÇA: