PRAZER FEMININO: DICAS PARA UM SEXO ANAL PRAZEROSO E CONFORTÁVEL

Foto: reprodução/ canva


Por: Ingrith Oliveira

Jogo rápido: quais as três primeiras palavras que vem em sua cabeça ao ouvir sexo anal? Provavelmente, para muitas mulheres foram dor, infortúnio e sujeira. É possível sentir prazer no sexo anal e até mesmo atingir o orgasmo com o estímulo. Mas antes de qualquer tentativa é muito importante que você tenha o desejo ou curiosidade em fazer.

Sexo anal não é moeda de troca, a maioria das experiencias não são prazerosas quando feitas somente para agradar ou presentear o outro. O ânus é uma região sensível ao toque e repleto de terminações nervosas, contudo é preciso ser estimulado com conforto, paciência e consentimento. Não entre ou insista sem ser convidado(a), isso causará dores e até traumas.

Um estudo feito por pesquisadores da Universidade de Indiana e do For Goodness Sake revelou algumas preferências das mulheres quanto ao anal:

  • 40% das entrevistadas sentem prazer em massagens na parte externa do ânus;
  • 40% das participantes afirmaram gostar do estimulo anal simultâneo com a penetração vaginal ou com toque no clitóris;
  • 35% das mulheres responderam que gostam de toques sutis — com uma profundidade que não ultrapassa a ponta de um dedo — na abertura anal.

Ainda de acordo com 30% das entrevistadas, a estimulação anal intensifica as sensações dos orgasmos. 18% delas revelaram que o sexo anal aumenta a intimidade no relacionamento.

Como iniciar a penetração anal?

No seco, de jeito nenhum! Por ser uma região sem lubrificação natural e com pouca elasticidade, o lubrificante a base d’água é indispensável. Para iniciantes, a indicação é começar brincando somente na parte externa com beijinhos e massagens, até quando se sintam confiantes em introduzir os dedos ou acessórios.

Caso você queira prosseguir para a penetração, mas ainda sofre com a sensação de aperto, os plugs podem te ajudar. Eles são acessórios em formato anatômico que estimulam e dilatam a musculatura anal, facilitando a penetração com segurança. Jamais introduza objetos que não possuem travas de segurança e evite acidentes indesejados.

E se o medo da dor ainda for muito grande, recomendo o uso de dessensibilizantes, eles atenuam dores e desconfortos, sem retirar toda a sensibilidade da região. Diferente dos anestésicos à base de xilocaína ou lidocaína, que retiram toda a sensibilidade e são contraindicados pelos proctologistas. É muito importante que a pessoa penetrada tenha percepção e dite a intensidade e profundidade na entrada do pênis.

Por último, sempre use camisinha no sexo anal, pois além de evitar a transmissão de IST’S, protege o pênis e a vagina da contaminação de bactérias. Troque a camisinha depois do sexo anal, caso ocorra a penetração vaginal logo em seguida.

Apesar dessas dicas serem direcionadas às mulheres ou pessoas com vulvas, vale lembrar que homens também sentem prazer anal e isso não interfere em sua afetividade.

-----------------------------------------------------------------


 

Sobre a autora: Ingrith Oliveira é jornalista por formação, empreendedora nata e futura sexóloga. Apaixonada por tudo que envolve a sexualidade, ela decidiu sair das redações para empreender no mercado erótico e por lá se encontrou. Atualmente, Ingrith, junto ao seu companheiro Vinicius,  gerencia o Ezili Sexshop e também realiza palestras para mulheres e casais que desejam expandir sua vida sexual.

Instagram @ezilisexshop - CLIQUE AQUI