Após denúncia de agressão, Jorge e Mateus se afastam do Villa Mix

Dupla afirma que suspendeu, por tempo indeterminado, a licença concedida de uso do nome artístico até que seja concluída uma apuração e investigação dos fatos

Na noite da última quinta-feira (9), a dupla Jorge e Mateus emitiu um comunicado através do Instagram, sobre o mais recente caso de agressão apontado contra a boate paulista Villa Mix. Os sertanejos afirmaram que suspenderam, por tempo indeterminado, a licença concedida de uso do nome artístico e imagem da dupla até que seja concluída uma apuração e investigação dos fatos.

De acordo com a nota, a dupla diz que “suspendeu por prazo indeterminado a licença concedida de uso do nome artístico e imagem da dupla até que seja concluída uma investigação e apuração dos fatos pelas autoridades competentes”.
O texto ainda afirma que “os artistas repudiam o uso da violência em qualquer situação”. A polêmica sobre o caso começou quando a empresária Taynara Diniz, afirmou ter sido mais uma vítima das agressões dos seguranças da boate. Nos últimos meses, diversas publicações de diferentes clientes têm denunciado a prática.

No último domingo (05), a empresária publicou fotos nas suas redes sociais dos hematomas que seriam consequências das agressões e narrou o ocorrido, dizendo que chegou a fingir um desmaio para tentar fugir. A briga começou após uma confusão envolvendo um homem, que teria jogado um copo de bebida em seu rosto.

A empresária ainda pontuou que foi levada para uma sala nos fundos do local, onde diz ter sido “espancada por cinco seguranças”. Na terça-feira (07), a boate se manifestou dizendo que está “acompanhando a apuração dos fatos e colaborará com as autoridades policiais”.

Além de Jorge e Matheus, a Audiomix, que controla a marca Villa Mix, também emitiu nota afirmando ter suspendido a licença da marca ao estabelecimento JHLS Lanchonete e Choperia.

iBahia

Comentários