CONQUISTA: Médico não aparece em coletiva, envia carta e advogada afirma que provas estão sendo coletadas para provar a índole do profissional; VEJA

Advogada Palova Amisses, uma das maiores especialistas em direito médico do país, foi responsável por conduzir a coletiva

Nesta sexta-feira (17), aconteceu a entrevista coletiva para falar sobre o suposto caso de assédio que tem gerado grande repercussão em Vitória da Conquista. Diferente do que foi comunicado a imprensa, o médico ginecologista acusado pelos supostos abusos não compareceu na ocasição.

Em seu lugar, a advogada Palova Amisses, uma das maiores especialistas em direito médico do país, foi responsável por conduzir a coletiva. Palova estava acompanhada do também advogado Paulo de Tarso.

Em sua fala, a advogada afirmou que diversas provas que comprovam a boa índole do médico estão sendo coletadas. Inclusive a fala de uma das vítimas afirmando que foi assediada durante uma consulta em um hospital particular, foi colocada em cheque. "Detectamos que nesse dia da denúncia não teve nenhuma consulta com ela”, afirmou ela.

Outro momento que chamou atenção durante a entrevista foi a leitura de uma carta enviada pelo doutor acusado. Nela, ele faz um desabafo e supõe que outro profissional que não quer se expor está tentando prejudicá-lo.

Confira um trecho da carta lida durante a coletiva:

“Gostaria de dizer que não tive a oportunidade de me pronunciar. Estamos falando a verdade e agora está tendo um culto ecumênico, vamos identificar a página criminosa e punir os criminosos. Por que que 24 pacientes denunciaram? Existe algum outro profissional que provavelmente não quer aparecer na denúncia e tenta me prejudicar. A gente faz os exames ‘tocando’ as áreas da mama. E fazer essa denúncia a um profissional de ginecologista é uma covardia. Já atendi mais de 15 mil mulheres, os relatos são faltos, portando, vos digo, só foram 24 mulheres, mas nós atendemos mais de 40 por dia e temos vídeo de pacientes nos apoiando. Será que os repórteres gostaram de ouvir essas mulheres que atendi, os maridos, para saberem que minha atuação sempre foi com dignidade”. 

*Créditos (Foto BDRF)


 

Comentários