Polêmica da EMBASA: gerente diz que Herzem nunca falou em municipalização da água e esgoto de Vitória da Conquista

Em uma apresentação que aconteceu em São Paulo o prefeito Herzem Gusmão Pereira detonou os sérvios da Empresa

Empresários estão de olhos na água e esgoto do Município de Vitória da Conquista, motivo este que a EMBASA [Empresa Municipal de Águas e Saneamento] está no topo dos debates em alguns setores da imprensa e também no Legislativo Conquistense. Em uma apresentação que aconteceu em São Paulo o prefeito Herzem Gusmão Pereira detonou os sérvios da Empresa, mas tem condicionado a assinatura do contrato que está vencido há três anos.

Em entrevista ao Blog do Andersonna manhã desta sexta-feira (29), o gerente regional da EMBASA, Joselito Pires de Lima, que mantém ótimas relações de diálogo com o prefeito Herzem Gusmão, disse que nunca ouviu dele essa possível municipalização. “Ele nunca me falou isso. Então, eu acredito, confio na capacidade dele de discernir o que é melhor para a população e privatizar na minha opinião, trabalhei dez anos na iniciativa privada e sei que não vai ter os investimentos necessários e as tarifas vão subir muito, o que a população não concorda”, destacou Joselito Pires.

Sobre as perdas, os números da EMBASA batem com o da GO Associados Consultoria Empresarial Limitada, empresa que está elaborando Plano Municipal de Saneamento Básico, que ultrapassa os 30%. “34%, está abaixo da média nacional e nós estamos com diversas ações no sentido de reduzir essas perdas. Mas essas perdas não são só vazamentos, principalmente ligações clandestinas e estamos intensificando essas fiscalizações e as devidas correções”, completou.

Comentários