Enfermeira conversa com a MEGA sobre sintomas da Hanseníase e destaca situação em Vitória da conquista

Manchas na pele, brancas ou avermelhadas, dor nos nervos, formigamentos no corpo e ausência de dor em queimaduras são alguns dos sinais da hanseníase, doença que tem um novo caso a cada 12 minutos no Brasil.

Janeiro tornou-se o mês de conscientização sobre a Hanseníase. Sempre celebrado no último domingo do mês, o Dia Mundial de Luta Contra a Hanseníase traz a cor roxa como símbolo para reforçar o compromisso de controlar a Hanseníase, promover o diagnóstico e o tratamento precoces, além de difundir informações e desfazer preconceitos e o estigma que tanto prejudicam o diagnóstico preventivo da doença.

Em Vitória da Conquista, a Secretaria Municipal de Saúde, juntamente com o Centro Municipal de Pneumologia e Dermatologia Sanitária, adere à campanha todos os anos, promovendo diversas atividades durante todo o mês.

O programa Redação Mega recebeu nesta segunda-feira (21), a enfermeira Monique Dutra para falar sobre as ações de combate à doença feitas pelo município.

As ações deste ano estarão voltadas para a capacitação dos profissionais da Rede de Atenção Básica para o diagnóstico precoce da doença. “Será realizado o ‘Dia D da Mancha’ no dia 25, na Unidade de Saúde do Bairro Conveima, e ações de educação em saúde nos dias 26 e 27 nas feiras livres do Ceasa e da Patagônia”, disse Monique.
 
Na ocasião serão feitos testes de glicemia, aferição de pressão e distribuídas informações sobre os sinais e sintomas da Hanseníase, bem como as formas de prevenção, cuidado e tratamento.

Casos em Vitória da Conquista

O município de Vitória da Conquista é considerado de alta endemicidade para a doença, registrando anualmente cerca de 60 casos novos diagnosticados entre adultos e crianças. Aqui, o atendimento para avaliação de casos suspeitos, acompanhamento e tratamento é realizado pelo Centro Municipal de Pneumologia e Dermatologia Sanitária. O serviço conta com uma equipe de multiprofissional especializada composta por dermatologista, fisioterapeuta, enfermeiros, farmacêutico e assistente social. Está localizado na Praça João Gonçalves, S/N – Centro (ao lado do CAAV) e funciona das 7h às 12h de segunda a sexta-feira.

CONFIRA A ENTREVISTA