ONU divulga ranking dos 100 países mais felizes do mundo; Brasil despencou

O povo brasileiro nunca foi tão infeliz em relatório divulgado pela ONU e feito pela Gallup World Poll

Desde 2012, no Dia Mundial da Felicidade (20 de março), a Organização das Nações Unidas, ONU, publica o ranking dos países mais felizes do mundo, que faz parte do estudo World Happiness Report, elaborado pela empresa de pesquisa de opinião Gallup World Poll. Para medir os índices de felicidade, a pesquisa leva em consideração dados globais de 156 países acerca de seis variáveis: PIB per capita, suporte social, expectativa de vida, liberdade de expressão, generosidade e nível de corrupção política. Foram considerados os dados disponibilizados entre os anos de 2016 e 2018. Voluntários que participaram do estudo também responderam um questionário subjetivo, com perguntas como: “Você está satisfeito com a sua vida?”, “Você tem amigos ou familiares com quem pode contar em momentos de necessidade?”, e “A corrupção está difundida no governo do seu país?”.

Cada relatório possui um tema central. No ano passado, a migração foi analisada como um fator influente para a satisfação das pessoas. Neste ano, o tema da pesquisa foi “Felicidade e Comunidade”. O levantamento analisou como a felicidade vem mudando ao longo dos anos e como o avanço da tecnologia e das redes sociais influenciam na vida em comunidade.

O Brasil, segundo a pesquisa, atingiu o ápice de sua infelicidade em 2018, ocupando o 32º lugar no ranking. No relatório de 2015, por exemplo, o país era o 16º colocado, o que indica uma queda de 16 posições em apenas três anos. Esse índice é resultado da crise financeira e da falta de confiança nos líderes da política nacional. Mas, o brasileiro não está sozinho. A conclusão do estudo é que há uma onda global de infelicidade, motivada tanto pela desconfiança na política quanto pelo uso excessivo das redes sociais. Confira, abaixo, os 100 primeiros países do ranking.

Confira o ranking completo:

 

1 — Finlândia

2 — Dinamarca

3 — Noruega

4 — Islândia

5 — Holanda

6 — Suíça

7 — Suécia

8 — Nova Zelândia

9 — Canadá

10 — Áustria

11 — Austrália

12 — Costa Rica

13 — Israel

14 — Luxemburgo

15 — Reino Unido

16 — Irlanda

17 — Alemanha

18 — Bélgica

19 — Estados Unidos

20 — República Tcheca

21 — Emirados Árabes Unidos

22 — Malta

23 — México

24 — França

25 — Taiwan

26 — Chile

27 — Guatemala

28 — Arábia Saudita

29 — Qatar

30 — Espanha

31 — Panamá

32 — Brasil

33 — Uruguai

34 — Singapura

35 — El Salvador

36 — Itália

37 — Barém

38 — Eslováquia

39 — Trindade e Tobago

40 — Polônia

41 — Uzbequistão

42 — Lituânia

43 — Colômbia

44 — Eslovênia

45 — Nicarágua

46 — Kosovo

47 — Argentina

48 — Romênia

49 — Chipre

50 — Equador

51 — Kuwait

52 — Tailândia

53 — Letônia

54 — Coréia do Sul

55 — Estônia

56 — Jamaica

57 — República de Maurício

58 — Japão

59 — Honduras

60 — Cazaquistão

61 — Bolívia

62 — Hungria

63 — Paraguai

64 — Chipre do Norte

65 — Peru

66 — Portugal

67 — Paquistão

68 — Rússia

69 — Filipinas

70 — Sérvia

71 — Moldávia

72 — Líbia

73 — Montenegro

74 — Tajiquistão

75 — Croácia

76 — Hong Kong

77 — República Dominicana

78 — Bósnia — Herzegovina

79 — Turquia

80 — Malásia

81 — Bielorrússia

82 — Grécia

83 — Mongólia

84 — Macedônia do Norte

85 — Nigéria

86 — Quirguistão

87 — Turquemenistão

88 — Argélia

89 — Marrocos

90 — Azerbaijão

91 — Líbano

92 — Indonésia

93 — China

94 — Vietnã

95 — Butão

96 — Camarões

97 — Bulgária

98 — Gana

99 — Costa do Marfim

100 — Nepal

Revista Bula

Comentários