Bolsonaro gasta 63% a mais com publicidade; e pela primeira vez Record supera Globo

Valor chegou a R$ 75,5 milhões, de acordo com levantamento do UOL com base em dados divulgados pela Secom

De acordo com um levantamento realizado pelo UOL com base em dados divulgados pela Secretaria Especial de Comunicação (Secom), associado ao Palácio do Planalto, os gastos em publicidade no primeiro trimestre do governo do presidente Jair Bolsonaro (PSL) aumentaram cerca de 63 % em relação ao mesmo período do ano passado.

Estima-se que o valor usado foi de R$ 75,5 milhões de reais. Os dados apontam que os gastos da Secom com publicidade institucional saíram de R$ 44,5 milhões no primeiro trimestre de 2018 para R$ 75,5 milhões no mesmo período de 2019. 

O levantamento também mostrou que nesses três meses, a emissora Rede Record ultrapassou a Rede Globo em termos de faturamento de verbas publicitárias do governo. Esta foi a primeira vez que ocorre essa troca em ao menos dois anos, segundo a análise trimestral.

No ranking de verbas para as emissoras ficou assim: em primeiro lugar, ficou a Record, com R$ 10,3 milhões. Em segundo, está o SBT, com R$ 7,3 milhões. Em terceiro no ranking, veio a Globo, com R$ 7,07 milhões.

Se os números forem corrigidos pelo  Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que no período variou 4,2%, chega-se a um aumento de 63% entre um ano e outro.


 

Comentários