Medalhista olímpico brasileiro quebra silêncio e se assume gay; atleta conta pressão por ser de lar evangélico

Atleta sempre fez a linha reservado quando o assunto era a sua sexualidade

Famoso e premiado por seu talento na ginástica artística, Diego Hypolito sempre fez a linha reservado quando o assunto era a sua sexualidade.

Apesar disso, o atleta resolveu quebrar o silêncio e falou pela primeira vez sobre o assunto. Em conversa com o portal UOL, o esportista de 32 anos de idade assumiu que é gay. "Eu vivi a solidão de não ter ninguém com quem eu pudesse compartilhar os dilemas de ser uma pessoa gay numa sociedade preconceituosa. Por mais que todo mundo tenha a impressão de que tem muito gay na ginástica, não tem", disse.

"Todo mundo me zoava, zombava do meu jeito. Eu tinha o sonho de conseguir uma medalha olímpica e faria de tudo para chegar lá, até esconder quem eu era. Eu tinha certeza que se um dia eu saísse do armário publicamente, perderia patrocínios e minha carreira seria prejudicada", disse Diego que sempre escondeu a orientação sexual por medo do preconceito e de se dar mal na sua profissão.

Imagem relacionada

"A minha felicidade era a ginástica, então se eu não pudesse ser completo na minha vida pessoal, nem tinha tanto problema. Eu ia continuar a esconder a minha sexualidade para manter vivas as minhas aspirações no esporte. E deu certo, né?", disse ele que já recebeu várias medalhas.

Antes de encarar a família e contar tudo para eles, Diego enfrentou muitos dilemas psicológicos e até religiosos, acreditando que ser gay "era coisa do demônio". "Depois do estranhamento inicial, hoje minha mãe me aceita como sou. Não escolhi ser gay. Ser gay não é uma escolha", disse ele que comemorou no Instagram ter falado sobre o assunto. "Como é bom abrir o coração e dizer quem sou", postou o esportista.

Caras

Comentários