MEGA: A Fligê "não é uma feira comercial, é uma feira pública", destaca monitor da feira em entrevista

Com uma programação diversificada destinada ao público infantil e adulta, a feira busca dialogar em todos os momentos com a obra do homenageado com o intuito de proporcionar vivências e experiências para aqueles que participam

Chegou a semana da quarta edição da Feira Literária de Mucugê - Fligê, evento que transforma a Chapada Diamantina em território da literatura e, nesse ano, mais ainda da poesia, por homenagear o baiano Castro Alves.
 
Da próxima quinta (15) até o dia domingo (18), a cidade histórica de Mucugê estará repleta de escritoras e escritores e de um público apaixonado por livros.

A Fligê já está consagrada no calendário das feiras literárias brasileiras, e o programa Redação Mega conversou com os monitores, Lucas Maciel e Patrick, que estarão em Mucugê (BA) auxiliando na programação da feira.

Nesta edição, o escritor Castro Alves será homenageado por suas diversas vertentes como poeta romântico, abolicionista, autor de textos teatrais e até performer. "Iremos representá-lo como escritor de vida breve e longa existência", destacou Lucas Maciel.

Programação

Com uma programação diversificada destinada ao público infantil e adulta, a feira busca dialogar em todos os momentos com a obra do homenageado com o intuito de proporcionar vivências e experiências para aqueles que participam.

Lançamentos de livros com a presença de seus escritores, palestras, roda de conversa e apresentações musicais são algumas das atividades que serão exercidas na eventualidade. As cantoras Larissa Luz e Ana Canãs se apresentarão na feira, assim como as escritoras Jarid Arraes e Noemi Jaffe e os escritores premiados, o Mailson Furtado, prêmio Jabuti 2018 de livro e poesia, e o Itamar Vieira Júnior, prêmio Leya 2018. 

Além disso, há espaços como a Fligezinha - para que as crianças possam emergir na literatura de forma lúdica - e a Fligêcine - onde serão apresentados filmes que abordem a temática proposta.

Apoio da comunidade

"A Fligê amplia o mundo da literatura", afirma Patrick. De acordo com ele, o evento é uma oportunidade de trazer principalemnte os jovens para esse universo literário.

Lucas Maciel comentou que a Fligê "não é uma feira comercial, é uma feira pública" que estimula a cultura da cidade e região e conta com a apoio da Prefeitura Municipal de Mucugê para sua realização.

Outro fator comentado pelos monitores foi que a movimentação da economia da cidade pelo crescente número de turistas nesta ocasião.

Comentários