Vitória da Conquista volta a receber voos da Azul a partir da próxima semana; [SAIBA QUANDO]

No mês de agosto, companhia amplia suas operações em todo o país, alcançando um crescimento de 290% no comparativo com a malha de voos de abril

A Azul volta a voar para Vitória da Conquista, na Bahia, a partir da próxima segunda, dia 3 de agosto. A cidade passa a ter voos diretos para Viracopos, em Campinas, o principal centro de conexões da Azul no Brasil, conectando os Clientes do interior baiano a diversos destinos nacionais e internacionais, como Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Vitória (ES), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Cuiabá (MT) e Navegantes (SC), e até Fort Lauderdale, nos Estados Unidos, e Lisboa, em Portugal. Os voos com frequências às segundas, quartas, sextas e domingos serão cumpridos com aeronaves modelo Embraer E1, com capacidade para até 118 Clientes. As passagens para os destinos já estão disponíveis em todos os canais oficiais da Azul.

Neste mês, a Azul retomou as operações em Porto Seguro e ampliou a oferta de voos para Salvador, e, a partir de 18 de agosto, reabre também a sua base em Ilhéus, ampliando, assim, a cobertura pelo modal aéreo na Bahia. A reabertura das cidades fortalece a conectividade e a presença doméstica da companhia, que passa a servir 80 destinos, entre capitais e cidades regionais em todo o país. Com isso, a empresa deve operar 303 voos diários em agosto, um crescimento de 290% no comparativo com a malha operada em abril. 

Além de Vitória da Conquista e Ilhéus, outras seis bases serão reabertas em agosto: Dourados (MS), Presidente Prudente (SP), Campina Grande (PB), Governador Valadares (MG), Juiz de Fora (MG) e Joinville (SC). Todos os novos voos seguirão os protocolos e medidas de higiene estabelecidos pela Azul desde o início da pandemia.

O novo padrão de limpeza e segurança da Azul

A Azul reforçou a limpeza de suas aeronaves a cada voo e à noite, seguindo os protocolos sugeridos pela IATA. A companhia também foi a primeira do país a tornar obrigatório o uso de máscaras por Tripulantes e Clientes, tanto a bordo quanto em solo. Em outra iniciativa pioneira, a Azul passou a medir a temperatura dos Tripulantes a cada início de turno, aumentando a confiança em solo e a bordo e preservando a vida e a segurança de todos.

A companhia tem orientado o check-in pelo aplicativo da companhia e, para aqueles que precisa despachar a bagagem, sugere o uso dos balcões de autoatendimento, em que o próprio Cliente etiqueta sua bagagem sem contato com a tela dos tablets. Para o embarque, a Azul lançou o Tapete Azul, tecnologia pioneira no mundo, que é composto por um conjunto de projetores e monitores. Por meio de realidade aumentada projetores no chão formam um tapete virtual colorido e móvel, que convida a pessoa a se posicionar na fila de acordo com seu número de assento. A inovação vem proporcionando uma diminuição de cerca de 25% no tempo em que uma pessoa leva entre embarcar e sentar dentro do avião e, de quebra, contribui para o distanciamento social, já que os Clientes convocados para o embarque ficam a quatro metros de distância entre si.

A bordo da aeronave, kits com luvas, álcool em gel e lenço umedecido estão à disposição para uso dos Clientes e dos Tripulantes da Azul quando necessário. A companhia também tem utilizado descontaminantes bactericidas que contam com um princípio ativo que elimina o vírus da COVID-19 em 99,99% dos casos. Com o produto e a limpeza dupla nos assentos, mesinhas, bolsão, banheiros, encosto de cabeça, cinto de segurança, janela, paredes e compartimentos superiores, a Azul vem atendendo todas as normas de procedimento de limpeza e desinfecção sugeridas pela Anvisa. O serviço de bordo passou a ser realizado ao final do voo, garantindo o uso da máscara durante toda a viagem, e o desembarque agora é realizado por fileiras, evitando as costumeiras aglomerações no corredor no momento de saída da aeronave.

Confira, a seguir, como fica a oferta de voos para o novo mercado:

Comentários