Ex-zagueiro da seleção alemã e do Real Madrid, teria confessado envolvimento em pornografia infantil

Informações da promotoria são de que ex-jogador admitiu participação em meio à investigação. Advogados queriam que comunicado para imprensa divulgado pelas autoridades seja retirado do ar, mas tiveram pedido negado

Christoph Metzelder, ex-zagueiro da seleção alemã e com passagens pelo Borussia Dortmund e Real Madrid, teria confessado as acusações de posse e distribuição de pornografia infantil, segundo informações divulgadas pelo Ministério Público e compiladas pelo site da emissora Deustche Welle. Por conta do caso, ele deixou a presidência do TuS Haltern am See, primeiro clube que o revelou nas categorias de base, ao ser interrogado pela polícia em setembro do ano passado. 

No entanto, ainda não se sabe a extensão da admissão de Metzelder, registrada pela Corte de Düsseldorf. “O resultado da investigação, reproduzido na acusação de 27 de agosto de 2020, baseou-se, entre outras coisas, na confissão do requerente, no depoimento de uma testemunha e nos arquivos de imagem apreendidos", apontou o comunicado à mídia. “Já existe um número mínimo de provas, nomeadamente a confissão do requerente”.

Os advogados do ex-jogador de 39 anos pediram na justiça que o press release da promotoria fosse retirado do ar, enxergando na divulgação uma violação dos direitos civis do seu cliente. No entanto, o pedido foi negado, em nome do interesse público. Vale dizer que não há ainda uma decisão final do caso, portanto, Metzelder ainda permanece com a inocência mantida dentro do processo penal. 

Metzelder é acusado de posse de 300 arquivos de pedofilia, sendo que 29 nove deles teriam sido compartilhados no WhatsApp.

O ex-zagueiro fez parte da seleção alemã entre 2001 e 2008. Ele esteve no time derrotado pelo Brasil na final da Copa de 2002 por 2 a 0. Ele vestiu a camisa do país em 47 partidas oficiais.

Monet

Comentários