Tereza Cristina diz que gado evitaria queimadas

Ministra da agricultura disse que o boi é o bombeiro do bioma

Foto: Sérgio Lima/Poder360


A ministra Tereza Cristina (Agricultura) afirmou nesta 6ª feira (9.out.2020) que se o Pantanal tivesse mais gado, os incêndios seriam menores. De acordo com ela, “o boi é o bombeiro” do bioma.

“Falo uma coisa que às vezes as pessoas criticam. Mas, o boi, ele ajuda. Ele é o bombeiro do pantanal, porque ele é quem come aquela massa do capim, seja o nativo ou plantado. É ele que come essa massa para não deixar como este ano nós tivemos. Com a seca, a água do subsolo também baixou os níveis. Essa massa virou 1 material altamente combustível”, disse em audiência pública remota da comissão temporária do Senado que acompanha as ações de enfrentamento aos incêndios no Pantanal.

“Aconteceu o desastre porque nós tínhamos muita matéria orgânica seca que, talvez, se tivéssemos 1 pouco mais de gado no Pantanal, isso teria sido 1 desastre até menor do que nós tivemos este ano. Mas isso tem de servir como reflexão do que temos de fazer”, declarou.

A ministra ainda elogiou o trabalho dos ministros Ricardo Salles (Meio Ambiente) e Rogério Marinho (Desenvolvimento Regional) durante a audiência.

“Os 2 foram ágeis, tanto em liberar recursos para os Estados, de forma mais célere, como no envio de aviões e helicópteros para nos atender nesse momento que ainda estamos atravessando. Sempre com muita seriedade, estamos trabalhando para que, a persistir a seca no próximo ano, não enfrentemos uma crise tão grande”, afirmou.


QUEIMADAS

Dados divulgados pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) e pelo Ministério do Meio Ambiente apontam que o total de queimadas que atingiram os diversos biomas brasileiros, em 2020, é 1% maior do que em 2019.

O valor corresponde à área total. Locais como o Pantanal tiveram mais que o dobro de destruição entre 1 ano e outro. Outros apresentaram redução, como na caatinga, em que as queimadas atingiram uma área 38% menor, na comparação com 2019.

O Pantanal teve o pior resultado entre os biomas brasileiros, em 2020. Os incêndios registrados de janeiro a setembro do ano passado consumiram 12.948 km². Neste ano, foram 32.910 km² nos últimos 9 meses. Só a destruição no Pantanal é equivalente à 1,5 vezes a do Estado de Sergipe.


PANTANAL NO CONSELHO DA AMAZÔNIA

Durante a sessão, a comissão que acompanha as queimadas no Pantanal sugeriu ao presidente Jair Bolsonaro, em requerimento aprovado pelo colegiado, que o bioma Pantanal seja incluído no Conselho da Amazônia até 2025.

Na justificativa do pedido, a senadora Simone Tebet (MDB-MS) disse que a inclusão significará o “verdadeiro” compromisso do governo federal em proteger o meio ambiente. Eis a íntegra.

“É crucial que o Pantanal passe a estar sob tutela do Conselho Nacional da Amazônia Legal, pelos próximos 5 anos, como forma de garantir que ações de prevenção e combate a incêndios”, escreveu a senadora.

Tereza Cristina afirmou que vai analisar com especialistas a inclusão do Pantanal no conselho. A ministra disse que, em princípio, o governo federal não vê dificuldades no requerimento.

Poder360

Comentários

Notícias relacionadas