ACM Neto diz que Dória vai querer ser candidato a qualquer custo

O ex-prefeito de Salvador, em conversas recentes com aliados, disse que topa dialogar sobre 2022 até com o gaúcho Eduardo Leite no PSDB, mas não com Doria

Foto: Divulgação


O presidente nacional do DEM, ACM Neto, afirmou que não vai querer interferir no debate do PSDB sobre a corrida presidencial de 2022. O baiano vem afirmando que não vai apoiar uma eventual candidatura presidencial do governador de São Paulo, João Dória. 

"Eu não posso me meter nisso, não sou tucano, não voto nas prévias, mas, aparentemente, se ele [Doria] for escolhido, vai querer impor uma candidatura de qualquer jeito. Vai querer ser candidato a qualquer custo. E aí o seguinte: quem quer receber apoio, tem que cogitar a apoiar. Não dá para começar um processo desse com imposições e vetos", disse ACM Neto ao ser questionado sobre um apoio do União Brasil (sigla que surgirá a partir da fusão entre DEM e o PSL) a uma eventual candidatura de Doria", declarou, em entrevista ao UOL, nesta segunda-feira (4).

VEJA TAMBÉM: Michelle fez pedido à Caixa para liberação de empréstimos a amigos empresários, diz revista

Ao tirar o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, que estava no DEM e foi para o PSDB, Neto rompeu com Dória. O ex-prefeito de Salvador, em conversas recentes com aliados, disse que topa dialogar sobre 2022 até com o gaúcho Eduardo Leite no PSDB, mas não com Doria.

"Ninguém pode, nesse momento, colocar projetos individuais à frente de uma necessidade de construção coletiva. Ter candidatos que dizem: ‘Eu vou ser candidato, que não abro mão’, isso é ajudar a polarização", afirmou Neto. 

BNEWS

Comentários