Covid: Pesquisa indica que 8 em cada 10 pacientes com comorbidades têm sequelas por até 4 meses

Estudo da USP foi realizado com 175 pessoas obesas, com hipertensão e diabete

Uma pesquisa da Universidade de São Paulo (USP) apontou que 8 em cada 10 pessoas com comorbidades continuam apresentando sequelas da Covid-19 por até quatro meses após o início da manifestação da doença. 
 
Segundo o levantamento, os sintomas mais comuns são fadiga, fraqueza, dor de cabeça, falta de ar, tosse, esquecimento e perda de memória. 
 
O estudo foi feito com 175 pacientes obesos, com hipertensão e diabetes. Destes, os que mais apresentaram sintomas pós-doença foram os que apresentaram o quadro mais grave da doença, com necessidade de intubação e tratamento em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Comentários