Pior que estupro, diz advogado ao afirmar que Luisa Mell irá à Justiça após cirurgia sem autorização

Processo investigará se ex-marido, denunciado por abusos, participou da ação

Foto: Reprodução


Após relatar que sofreu violência médica ao passar por uma cirurgia não autorizada nas axilas, Luisa Mell deve abrir um processo contra o cirurgião responsável. A afirmação foi feita pelo advogado da ativista, Angelo Carbone, ao portal UOL.

“Isso é pior que um estupro. Ambos a violaram enquanto estava anestesiada e deram sequência a práticas e procedimentos não autorizados, que acumularam prejuízos estéticos irreversíveis. Um verdadeiro crime”, afirmou Carbone.

VEJA TMBÉM: Assaltante passa mal e morre durante roubo em padaria

Recentemente, Luisa denunciou o ex-marido Gilberto Zaborowsky por pressão psicológica, ameaça verbal e tentativa de coação. Ela ainda pediu uma medida protetiva de urgência contra o empresário.

A nova ação movida por Luisa investigaria se seu ex-marido teria alguma relação com a realização da cirurgia que não foi autorizada pela ativista.

“Pretendemos processar o médico pela cirurgia não autorizada, foi ele quem realizou o procedimento sem a opinião de Luisa Mell. Vou pedir 5 milhões como indenização neste caso. Se o marido participou de todo o processo da decisão, ele também precisará responder por isso na Justiça”, completou o advogado.

Metrópoles

Comentários