Padrasto é preso acusado de assassinar enteado de 11 meses na Bahia

O bebê já chegou sem vida na unidade de saúde

Foto: Reprodução/ Acorda Cidade 


Um homem, que não teve a identidade revelada, foi preso acusado de assassinar o próprio enteado, um bebê de 11 meses na última terça-feira (26) em São Gonçalos dos Campos. A vítima foi socorrida pela mãe e a vizinha para a unidade de saúde Conjunto Fraternidade, de acordo com o site Acorda Cidade.

O acusado confessou que a criança estava dormindo, acordou e, na tentativa de fazê-la dormir, lhe deu um tapa. 

À reportagem, o titular do caso, José Luiz Lapa informou que a mãe da vítima também prestou depoimento e detalhou que o bebê já chegou sem vida na unidade de saúde. “A mãe disse que deixou o bebê dormindo em casa na companhia do companheiro e se ausentou durante 15 minutos para levar alguns o objetos na casa da mãe dela e ao voltar, encontrou a crianca convulsionando”, disse o delegado ao Acorda Cidade. 

O suspeito tinha apresentado inicialmente uma reação de uma vacina que teria tomado no dia anterior e, no interrogatório, confessou o que tinha acontecido. 

O titular disse ainda que trabalha com a linha de que o bebê pode ter chorado por não encontrar a mãe e que na residência não foi encontrado nenhum tipo de objeto que possa ter causado a lesão é tudo indica que o golpe foi dado com as mãos.

Ao Acorda Cidade, a mãe da vítima revelou que tinha brigas constantes com o suspeito, que se relacionava há quatro meses. “Ele vendia drogas e eu não sabia. Eu quero justiça, ele poderia ter feito isso comigo e não com um inocente”.

BNEWS

Comentários