Com vacinação completa, projeto quer retorno das aulas presenciais na Ufba no dia 7 de março

Conselho Universitário vai votar proposta no dia 12 de outubro; uso de máscaras será obrigatório

Foto: Dário Guimarães/Metropress


Diante da melhora dos indicadores da pandemia e do avanço da vacinação contra a Covid-19 no estado, a reitoria da Universidade Federal da Bahia (Ufba) propôs o retorno das atividades presenciais a partir do próximo semestre letivo. A proposta de resolução, a ser discutida e deliberada pelo Conselho Universitário da instituição a partir do dia 12 de novembro, indica a exigência do esquema vacinal completo contra o coronavírus e o uso de máscaras de proteção contra o vírus.

O documento, ainda preliminar, sugere que todos os alunos e funcionários da universidade retornem presencialmente a partir de 7 de março, data prevista para o início das aulas do semestre 2022.1. Há exceções para idosos com 60 anos ou mais; pacientes imunodeficientes ou com doenças crônica grave; com condição médica que impeça a vacinação contra a Covid; com filho em idade escolar cuja creche/escola não tenha retomado as atividades presenciais; cuidadores de pessoa que necessite de atenção especial; pessoas em período de gestação ou lactação; ou com outras condições clínicas validadas pelo Comitê de Assessoramento do Coronavírus como impeditiva do trabalho presencial.

“O Conselho Universitário da Universidade Federal da Bahia, no uso das suas atribuições legais e estatutárias, tendo em vista as deliberações da sessão plenária realizada no dia 12 de novembro de 2021 [...], resolve [...]  retomar as atividades acadêmicas presenciais no semestre letivo 2022.1”, diz a proposta assinada pelo reitor da Ufba, João Carlos Salles.
 

VEJA TAMBÉM: Não vou me arriscar e antecipar, diz Rui ao pedir cautela e paciência ao falar sobre realização do réveillon e carnaval
 

“Essa é ainda uma proposta de resolução”, lembra o reitor. “A reitoria propôs o retorno e isso vai ser apreciado pelo Conselho Universitário no dia 12 de novembro, quando teremos uma reunião para deliberar sobre o assunto”, completa. 

Em entrevista a Mário Kertész, na Rádio Metropole, no dia 27 de setembro, Salles já havia adiantado o retorno das aulas presenciais na universidade, depois de 18 meses de ensino à distância. “Estamos trabalhando para que em fevereiro façamos essa retomada. Claro, com todos os cuidados necessários”, disse na ocasião.

METRO1

Comentários