Ludmilla lança novo single, Socadona, parceria com Mr. Vegas e Mariah Angeliq; [CONFIRA]

O som, um afrobeat bem dançante, chega junto com clipe com muitas cores, coreografia e um clima praiano, regado à muita “socadona”

Foto: Lana Pinho/Divulgação


“Toma, toma, toma, toma, toma Socadona” esse é o refrão, digno de hit de verão, de “Socadona”, mais novo single da cantora Ludmilla, que vai ser lançado nesta quinta-feira (18), às 21h em todas as plataformas digitais. Com participações internacionais de Mr. Vegas e Mariah Angeliq, a canção ganha clipe, que estará disponível no canal da cantora a partir do meio-dia deste sábado (dia 20). 

De autoria da própria cantora, Socadona é um afrobeat convidativo a tomar uma “socadona” - bebida mágica que desperta os movimentos no beat da música e dá todo o sentido ao roteiro do clipe, que tem como pano de fundo uma praia surrealista onde Ludmilla chega abordo de um submarino, na companhia de amigas. 

“Essa música é muito dançante. Dei um pequeno spoiler para a galera e a recepção foi calorosa. É mais uma realização minha, mais um ritmo para a conta e assim vou diversificando meu repertório e me desafiando. Um crescimento mesmo” - disse a cantora que se empolgou ao lembrar do videoclipe: “É uma fotografia colorida, linda, animada e pra cima, assim como a música” - se anima Ludmilla, que contou com João Monteiro para dirigir o vídeoresponsável também pelos clipes de “Verdinha”, “Cobra Venenosa”, “Pulando na Pipoca”, entre outros.  

SOBRE LUDMILLA

Primeira cantora negra da América Latina a alcançar mais de 1 bilhão de streams somente no Spotify – e, também, com mais de 2 bilhões de views no Youtube – Ludmilla começou a cantar aos 8 anos de idade. Em 2014, assinou contrato com a Warner Music Brasil e, em seguida, emplacou o single “Sem Querer”. De lá para cá, a cantora lançou o álbum “Hoje” (2014). Além de “Te Ensinei Certin”, o clipe de “Hoje” tornou-se uma das mais celebradas canções da artista e, nos dias atuais, tem mais de 100 milhões de visualizações no YouTube. “A Danada Sou Eu” (2016), segundo álbum da carreira de Ludmilla, contou com as participações de Filipe Ret, Jeremih e Gusttavo Lima e a consagrou, definitivamente, como referência de funk brasileiro – trabalho foi indicado ao Grammy Latino de Melhor Álbum Pop Contemporâneo de 2017. O ano de 2018 é marcado por uma explosão de sucessos com os singles “Solta a Batida”, “Não Encosta”, “Din Din Din” e “Jogando Sujo” – todos atingindo o topo das paradas de streaming e rádios. Com duas turnês realizadas na Europa, lança o terceiro e último álbum e DVD, “Hello Mundo” (2019), repetindo o sucesso de crítica e público e com participações de Léo Santana, Jão, Simone & Simaria, entre outros. Ainda neste ano emplaca mais um grande sucesso, “Verdinha”. Em 2020 surpreende, com sucesso, público e crítica como intérprete no EP “Numanice”, composto de seis faixas inéditas dedicadas ao pagode.

Já em novembro do mesmo ano, a cantora volta às origens do funk raiz e lança o tão aguardado single “Rainha da Favela” em conjunto com clipe, gravado na Rocinha, maior favela do Brasil, que totaliza 66 milhões de views. Em janeiro de 2021 Ludmilla abre o ano em grande estilo e lança o projeto “Numanice Ao Vivo”, que já na primeira semana alcançou números superlativos para o segmento: mais de 25 milhões de streams nas plataformas digitais e atualmente contabiliza mais 340 milhões de plays. O projeto vai virar turnê e já teve seu primeiro show realizado no Rio de Janeiro, com ingressos esgotados.

Em paralelo, outro projeto ganhou inúmeros fãs, o “Lud Session” é uma série de encontros musicais, que já soma mais de 53 milhões de visualizações, em que a artista percorre sucessos e canções inéditas, acompanhada de banda e um convidado. A primeira edição contou com a participação do rapper Xamã. Já na segunda edição, quem dividiu os vocais com Lud foi Gloria Groove. 

Foto: Divulgação / Créditos: Lana Pinho

Foto: Lana Pinho/Divulgação

 

Comentários