Cinco PMs estão entre os 22 presos por ataque a assentamento

Ao menos 30 famílias moram no local há cerca de cinco anos e tiveram que abandonar todos os seus pertences

Foto: Reprodução/ RecordTV Itapoan


Cinco policiais estão entre as 22 pessoas presas por envolvimento no ataque ao assentamento localizado em Catu de Abrantes, no município de Camaçari, na madrugada de sábado (20). Durante a ação criminosa, casas foram derrubadas e incendiadas.

O caso está na 27ª Delegacia, em Itinga, em Lauro de Freitas. Moradores do assentamento acreditam que o crime tenha relação com a expansão imobiliária, pois a área seria um desejo antigo de um grande condomínio da região.

 

VEJA TAMBÉM: Sargento da PM é preso acusado de liderar grupo de agiotagem

 

Em entrevista ao Balanço Geral nesta segunda-feira (22), um dos moradores relatou que todos estavam dormindo quando começou um barulho intenso de movimentação de máquinas. Quando os invasores começaram a demolição, os assentados correram desesperados e se esconderam na mata.

Ao menos 30 famílias moram no local há cerca de cinco anos e tiveram que abandonar todos os seus pertences. “Foi bem trágico”, lamentou um morador.

Os cinco PMs detidos foram apresentados na Corregedoria. Eles foram interceptados por policiais, junto com os outros presos, próximo à Praça do Pedágio, em Simões Filho.

BNews

Comentários