Conquistense, Romana Novais abre o jogo sobre casamento sem permissão dos pais

Romana falou recentemente sobre fama, filhos e sua relação com Alok

Imagem: Reprodução / Instagram


Romana Novais voltou a tirar algumas dúvidas dos seguidores nas redes sociais. A médica abriu uma caixa de perguntas e pediu que os internautas enviassem questionamentos diferentes dos que ela costuma responder.

Foi quando uma pessoa, então, quis saber: “Casaria sem o apoio dos seus pais?“. A esposa de Alok respondeu de forma breve: “Não“. A declaração dela rendeu comentários diversos na internet.

“Certa, porém depende“, disse uma. “Eu também não casaria”, afirmou outra. “Conselho dos pais muitas vezes é um aviso de Deus“, pontuou uma terceira. “Se eu for casar só quem com meus pais gostam, vou morrer solteira”, brincou outra pessoa.

Abriu o jogo sobre casamento

Romana falou recentemente sobre fama, filhos e sua relação com Alok. Em entrevista à Quem, a médica baiana contou como foi sair do anonimato para se tornar conhecida por se relacionar com um dos maiores DJs do mundo:

“Eu nunca me imaginei neste lugar, nunca foi um sonho. Sempre quis seguir a minha carreira de médica. As coisas aconteceram de uma forma muito natural para mim. Obviamente, depois que eu me tornei esposa do Alok as pessoas começaram a ter vontade de me conhecer mais. Quando isso aconteceu, elas tiveram uma conexão legal comigo e temos agora esse carinho que é muito recíproco”.

Sobre os ataques dos haters, ela comentou: “Isso vai existir em qualquer área, não só na vida de celebridades e de pessoas públicas. Eu não tenho muito hater, mas me dou superbem com isso porque acho que faz parte dessa vida mais pública”.

Mãe de Ravi e Raika, Romana explicou ainda que nem tem muito tempo para focar nos comentários negativos. Por falar nos herdeiros, ela disse que levou um susto em um primeiro momento com a nova rotina:

“Eu brinco com a minha mãe, ‘por que você não me avisou que a maternidade era assim?’. É um pouco exaustiva mesmo, mas é natural. Não esperava que o início fosse ser tão cansativo, mas agora as crianças já estão em um ritmo que a gente se adaptou. São dois bebês”.

“O Ravi é um bebezão que vai fazer dois anos e a Raika tem onze meses. Já me acostumei com a rotininha deles. Claro que tem momentos em que a gente se vê cansada, sente falta de um momento só nosso, mas eu amo ser mãe”, completou.

rd1

Comentários