Campeão brasileiro de fisiculturismo vence câncer, volta a competir e conquista prêmio na Europa

O atleta Kincas foi eleito campeão do Circuito Europeu após 9 anos sem poder competir devido uma série de problemas de saúde

Foto: Divulgação / MF Press Global 


Quem vê as medalhas de Kincas não é capaz de imaginar a árdua trajetória que antecedeu seu sucesso. Com uma carreira ilustre no fisiculturismo, onde conquistou 10 títulos regionais, o atleta sofreu um acidente que exigiu 5 cirurgias nos dois joelhos e em seguida foi diagnosticado um câncer de garganta. Após 9 anos sem poder participar de campeonatos devido às complicações de saúde, ele conseguiu curar-se e voltou a competir. 

Joaquim Barreto, mais conhecido como Kincas, tem 50 anos e viveu uma vida marcada por superações e conquistas. Camelô desde criança, com muito esforço e suor, fundou a sua rede de academias no Rio de Janeiro e também sua própria marca de roupas fitness e suplementos alimentares. Sua trajetória foi tema de um documentário da GloboNews que narra sua busca pelo título de Decacampeão Carioca. 

 

VEJA TAMBÉM: Verão: 2 séries de exercícios para chapar a sua barriga

 

Foto: Divulgação / MF Press Global 

Em maio de 2020, Kincas foi diagnosticado com câncer na garganta, episódio trágico que chocou o atleta e sua família. Ele é pai de três filhos, incluindo o personal trainer e educador físico Tauan Gomes, que atua em Portugal, local onde o fisiculturista também vivia. Após receber o diagnóstico de câncer, Kincas precisou retornar ao Brasil, onde realizou o tratamento oncológico e regressou à atividade física enquanto ainda fazia sessões de radioterapia. 

Foto: Divulgação / MF Press Global 

“Foi fundamental me exercitar para manter meu corpo e mente em atividade e não deixar que a doença me abalasse”, afirma Kincas. Após vencer o câncer na garganta, o atleta voltou a competir e tornou-se campeão do Circuito Europeu de Fisiculturismo. Esse foi o segundo título que o brasileiro conquistou na Europa: anteriormente, venceu o 4° lugar no Mundial de Fisiculturismo da Hungria.

Comentários