Saque da poupança superou em R$ 35,4 bi o valor de depósito em 202

No total, os saques somaram R$ 3,445 trilhões e os depósitos somaram R$ 3,410 trilhões

Foto: Caixa Econimica


Os saques na caderneta de poupança superaram os depósitos em R$ 35,497 bilhões em 2021, segundo divulgado pelo Banco Central nesta quinta-feira (6).

No total, os saques somaram R$ 3,445 trilhões e os depósitos somaram R$ 3,410 trilhões. Segundo a instituição, a saída líquida de recursos em 2021 representa a terceira maior da série histórica do Banco Central, inferior somente às registradas em 2015 e 2016, quando, respectivamente, os saques superaram os depósitos em R$ 53,568 bilhões e R$ 40,702 bilhões.

Em 2021, a poupança registrou resultado positivo (depósitos maiores que os saques) nos meses de abril, maio, junho, julho e dezembro. Em dezembro, os depósitos superaram os saques em R$ 7,660 bilhões. Entre janeiro e março deste ano, houve retirada líquida de R$ 27,542 bilhões da poupança.

O período coincidiu com as despesas de início de ano (IPTU, IPVA, matrícula e material escolar) e com a ausência do pagamento do auxílio emergencial, que acabou em dezembro de 2020 e voltou a ser pago pelo governo federal em abril de 2021.

De agosto a novembro, houve mais uma retirada líquida de R$ 32,995 bilhões da poupança, segundo os dados do Banco Central.

Comentários