Estudo indica que mais de 40% das crianças sofrem com sequelas de Covid-19 três meses após infecção

Diante do resultado, pesquisa reforça necessidade da vacinação das pessoas da faixa etária como medida preventiva

Foto: Reprodução/Uol/iStock


Um estudo do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas de São Paulo indicou que mais de 40% das crianças e adolescentes continuam sofrendo com sequelas da Covid-19 até três meses após a infecção. Diante do resultado, a pesquisa reforça a necessidade da vacinação das pessoas da faixa etária como medida preventiva, além do acompanhamento mais longo dos que foram contaminados.

No estudo, um grupo de 53 crianças e adolescentes de 8 a 18 anos que tiveram Covid sintomática foi acompanhado por cerca de quatro meses. No total, 43% delas manifestaram sintomas persistentes. Entre estes estão dor de cabeça (19%), cansaço (9%), dispneia (8%) e dificuldade de concentração (4%). Dores musculares e nas articulares, além de má qualidade do sono, também foram relatadas (4%). 

Metro1

Comentários