Justiça decreta prisão preventiva de procurador que agrediu colega em SP

Segundo a Secretaria de Segurança de São Paulo, o homem ainda não foi encontrado

O juiz Raphael Ernane Neves, da Primeira Vara Criminal do Foro de Registro, no interior de São Paulo, decretou, nesta quarta-feira (22) a prisão preventiva do procurador Demétrius Oliveira de Macedo. Ele foi filmado agredindo a também procuradora Gabriela Samadello Monteiro de Barros.

A decisão atendeu a um pedido da Polícia Civil, que abriu um inquérito para investigar o caso, reunindo fotos e vídeos da agressão. De acordo com a Secretaria de Segurança de São Paulo, o homem ainda não foi encontrado. 

Demétrius havia sido ouvido pela polícia e, em seguida, liberado. O delegado responsável pelo caso, Fernando Carvalho Gregório, do 1º Distrito Policial de Registro, informou que entendeu que não havia uma situação de flagrante, e sim um fato criminoso. 

Comentários