Amor: às cegas, ao ex ou à frente?!

  • Laís Sousa

Reprodução Pinterest sodapop

Sabe o que é mais louco que casar às cegas (temporada 4)? É não conseguir encontrar um parceiro real e ideal nem com um programa e artifícios voltados para isso. Se não está fácil para eles, imagine para nós, meros, bem meros… O amor está tão complicado que até os reality shows não conseguem ajudar o povo. E olha que esses programas têm de tudo: psicólogos, terapeutas, conselheiros amorosos e até um time de produção com anos de experiência em juntar casais (ou Faria Limers, tanto faz).

Se casar não está respondendo sobre a cegueira do amor, surge a pergunta que tentam e não conseguem calar: “de quem é o próximo ex?” (Nem Solange Gomes conseguiu sabonetar, tanto fez). "De Férias com o Ex" trouxe a "diretoria" com direito ao casal que deu certo e rendeu gêmeos: Ana Clara e André viraram meta de casamento em meio aos ex. Complexo!

Fato é que nem descrer no que deu errado podemos nos dar o direito. Como acreditar no próximo se não dá pra enxergar um horizonte?! A vida amorosa virou um verdadeiro espetáculo, com uma plateia ansiosa por drama e reviravoltas, talvez oportunidades e chances.

Se você acha que é fácil encontrar o amor verdadeiro, pense novamente. No "Casamento às Cegas", as pessoas literalmente se conhecem através de uma parede, tentando descobrir se a conexão emocional é forte o suficiente para superar a ausência de uma conexão física inicial. E mesmo com todas as emoções, lágrimas e risos, muitas vezes o que resta são corações partidos.

Já em "De Férias com o Ex", é um verdadeiro carnaval de emoções e conflitos, tudo muito físico. O conceito é simples: coloque ex-namorados na mesma praia, adicione alguns drinques e observe o caos. Com a "diretoria" coordenando a bagunça, parece que até a desordem amorosa precisa de um organograma.

A realidade é que estamos todos navegando nesse mar tempestuoso de relacionamentos modernos. Entre aplicativos de namoro, programas de TV e conselhos amorosos de influencers, a busca pelo parceiro ideal continua a ser uma montanha-russa de altos e baixos. Talvez a lição seja que não existe um caminho certo ou errado, mas apenas a nossa própria jornada, cheia de tentativas, erros e, com sorte, algumas ‘risadas’ pelo caminho. Sem desistência!

Então, enquanto assistimos a mais uma temporada de "Casamento às Cegas" ou nos divertimos com a diretoria do "De Férias com o Ex", vamos lembrar que, no final das contas, o amor é tão imprevisível quanto a próxima tirada de um reality show. E quem sabe? Não contando com o endosso de Carlinhos Maia, talvez a próxima reviravolta nos leve ao altar ou à praia…


Laís Sousa

Jornalista-marketeira-publicitária comunicando em redes sociais de segunda a sexta. Escritora e viajante nas horas cheias e extras. Deusa, louca, feiticeira com trilha sonora em alta. Leitora, dançarina e pitaqueira por esporte sorte. Vamos fugir!
@laissousa_
laissousazn@gmail.com

Comentários


Instagram

Facebook