Em dia mundial de combate à dor,médico fala sobre a dor crônica e o seu tratamento

A dor é uma sensação tão presente na vida de quem a sente que recebe uma data exclusiva para ser ela. Lembrado em 17 de outubro, o Dia Mundial de Combate à Dor é um dia importante para a conscientização e conhecimento deste problema que, quando constante, pode virar a própria doença.

E para falar sobre o assunto, o programa Redação Mega, apresentado por Paulo Martins, Joabson Silva e Daniel Morais, desta quinta-feira (17), entrevistou o Dr. Leandro Menezes, especialista em dor e um dos médicos responsáveis pelo Centro de Tratamento da Dor (CTD Qualivida) em Vitória da Conquista. 

“Sentir dor permanente está se tornando algo comum, mas não é normal. A pessoa que sente dor não deve, em hipótese alguma, acostumar-se com a circunstância. Deve, sim, procurar um tratamento multiprofissional especializado para resgatar sua qualidade de vida”, destacou Leandro.

A dor crônica interfere no cotidiano das pessoas, prejudicando o desempenho no trabalho, nas atividades de casa, no sono, nas relações pessoais e causa impacto até na economia. Segundo dados da Previdência Social sobre a saúde do trabalhador, a dor lidera o ranking de causas de afastamento do trabalho, afetando, inclusive, pacientes jovens em idade economicamente ativa. 

Confira a entrevista na íntegra