Entidades promovem dois dias de mobilizações contra medidas de Michel Temer

Nesta sexta-feira (11) em todo o país acontece uma paralisação rumo à greve geral. Sindicatos, estudantes e movimentos sociais de todo Brasil ocuparão as ruas para denunciar a retirada de direitos políticos e sociais. As atividades são parte do chamado nacional das centrais sindicais.

Em Vitória da Conquista, entidades sindicais como a Adusb (Associação dos Docentes da Uesb) aderiram ao movimento contra as medidas que estão sendo impostas pelo governo de Michel Temer, como a PEC do teto de gastos, que tramita agora no Senado. Na programação está um Ato público: Ocupa tudo – Rumo à greve geral -, nesta sexta-feira (11) com concentração na Praça Barão do Rio Branco às 9h. De lá, segue uma marcha até o Bairro Brasil.

"Precisamos informar a população o que significa essa Proposta de Emenda Constitucional. Essa Proposta é muito grave, porque ela altera a Constituição Brasileira, a Constituição de 88, que tem conquistas históricas e garantias extremamente importantes para a população como um todo, como estabelecer um teto mínimo de gastos para saúde e educação", esclarece Márcia Lemos, presidente da Adusb, durante entrevista ao Redação Mega nesta quinta-feira.

Antes de acontecer o Ato nesta sexta, será realizado na tarde desta quinta-feira (10), na entrada do campus da Uesb, às 15h, uma palestra sobre Auditoria da Dívida Pública. De acordo com Lemos, o tema é importante e está entrelaçado à PEC do teto dos gastos. "Por que o governo Temer não fala por exemplo que quase 50% do orçamento da União vai para o pagamento de uma dívida pública?", questiona Lemos.

De acordo com um comunicado da Adusb, "há fortes indícios de que a dívida pública brasileira – ou quase sua totalidade - já foi paga. A Frente Parlamentar Mista pela Auditoria da Dívida com participação popular foi criada em agosto deste ano. O objetivo é cobrar a realização da auditoria, combater projetos como a PEC 55 (antiga PEC 241) e o PLP 257 (PLC 54), que propõem a diminuição do investimento público em áreas como educação e saúde, justamente para manter o pagamento de juros e amortizações da dívida."
 
O ciclo de palestras com o tema da auditoria da dívida pública foi realizado em Jequié (9/11), Itapetinga (10/11 às 9h) e hoje será em Vitória da Conquista (10/11 às 15h). A atividade contará com a participação do representante da Auditoria Cidadã, Bruno Tito.

Ouça aqui a entrevista completa com Márcia Lemos, presidente da Adusb.